ESTUDO AVALIATIVO SOBRE O GRAU DE SATISFAÇÃO DE UTENTES DA REDE NACIONAL DE APOIO A VITIMAS DE VD

«Estudo Avaliativo sobre o Grau de Satisfação de Utentes da Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica» – promovido pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e realizado pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (CIES, ISCTE-IUL), entre 2015 e 2016.

Consulte ou descarregue aqui o estudo

 

 SUPLEMENTO DN - VIOLÊNCIA DOMÉSTICA 

 A Violência Doméstica é CRIME

 

 

DIA INTERNACIONAL PARA A ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES –25 DE NOVEMBRO DE 2016

TEMA: NAMORO: ENCONTRO ... SEM VIOLÊNCIA

 

 12 cartaz 013 programa 001

 

“VIOLÊNCIA DOMÉSTICA – IMPLICAÇÕES SOCIOLÓGICAS, PSICOLÓGICAS E JURÍDICAS DO FENÓMENO”

 

 

O Centro de Estudos Judiciários desenvolveu um manual, disponibilizado online, sobre o fenómeno da violência doméstica.

 

O livro “Violência Doméstica – implicações sociológicas, psicológicas e jurídicas do fenómeno” é da autoria de vários docentes do Centro de Estudos Judiciários (CEJ) e coordenado pelo juiz desembargador e diretor-adjunto do CEJ Paulo Guerra, tendo sido apresentado pela ministra da Justiça, Francisca Van Dunem.

 

 

Consulte ou descarregue o Manual

  

 

MANUAL PARA A EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA: CRIANÇAS EXPOSTAS À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

 

MANUAL PARA OS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO: CRIANÇAS E JOVENS

 

  

Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) acaba de publicar dois manuais dirigidos à comunidade educativa:

 

- Manual para a educação de infância – crianças expostas à violência doméstica: conhecer e qualificar as respostas na comunidade

 


- Manual para os ensinos básico e secundário – crianças e jovens expostas/os à violência doméstica: conhecer e qualificar respostas na comunidade

 


Consulte ou descarregue o Manual para a educação de infância: crianças expostas à violência doméstica »

 

Consulte ou descarregue o Manual para os ensinos básico e secundário: crianças e jovens expostas/os à violência doméstica »

 

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA 2014, RELATÓRIO ANUAL DE MONITORIZAÇÃO

 

 

A Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna apresenta o  Relatório Anual de Monitorização da Violência Doméstica, referente ao ano de 2014 .

 

A estrutura do relatório assenta em cinco partes:

 

1) Sumário executivo;

 

2) Quantitativos globais das ocorrências de violência doméstica (VD) participadas às FS em 2014 e quantitativos relativos ao 1.ºsemestre de 2015;

 

3) Caracterização detalhada das ocorrências participadas em 2014;

 

4) Detenções, estruturas especializadas nas FS, ações de formação e iniciativas;

 

5) Decisões de atribuição do estatuto de vítima e decisões finais em processos-crime por VD

 

 


“ESPAÇO FAMÍLIA”

 

 

“Espaço Família”, situado na Rua Nova da Alegria, no 30, concelho do Funchal é uma nova resposta social orientada para a proteção, supervisão e avaliação de visitas entre pais separados e ou outras pessoas de referência e menores.

 

Com capacidade para responder a 18 pedidos diários, de visitas e transferências de crianças e jovens entre os progenitores e outros, esta estrutura funciona em moradia unidade familiar, protegida, com um quadro técnico especializado na área da família e da gestão de conflitos.

 

 

 

 

VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES: UM INQUÉRITO À ESCALA DA UNIÃO EUROPEIA

 

 

 

Estudo da Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA), sobre a violência contra as mulheres, resultante de inquérito realizado na UE, revelando a amplitude dos abusos que as mulheres sofrem em casa, no trabalho, em público e na Internet.

 

Consulte aqui o relatório síntese

 

Consulte aqui os resultados para Portugal

  


"OGIMA - TODOS PODEM LER"

 

 

 

 

Prémio de literatura Infantojuvenil Inclusiva “OGIMA- Todos Podem Ler” tem como objetivo contribuir para a produção e promoção da Leitura Inclusiva, destinada à infância e juventude, através da utilização de formatos alternativos, designadamente braille e/ou relevo, negro ampliado, símbolos pictográficos para a comunicação, língua gestual portuguesa e áudio. 

A iniciativa tem caráter universal e destina-se a candidatos individuais ou coletivos (grupo máximo de quatro pessoas), devendo os textos ser escritos em prosa ou em verso, em língua portuguesa e em, pelo menos, dois formatos alternativos. 

O prémio é atribuído em duas categorias: 

a) Categoria 1 - Candidatos infantojuvenis: até 16 anos de idade; 
b) Categoria 2 - Candidatos adultos: a partir de 17 anos de idade. 

Consulte aqui o Regulamento

 

 

  

"CORTA COM A VIOLÊNCIA. QUEM NÃO TE RESPEITA NÃO TE MERECE"

 

 

 

A campanha 'Corta com a violência. Quem não te respeita não te merece.' tem como objetivo sensibilizar os mais jovens para determinadas formas de violência que podem ter lugar na escola, como o bullying, a violência no namoro e a violência sexual. 

Mais informação:
http://www.apavparajovens.pt/pt


 

 

CONVENÇÃO DO CONSELHO DA EUROPA PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA - RATIFICAÇÃO

 

 

 

 

Foi publicada a 21 de janeiro 2013 em Diário da República a ratificação da Convenção do Conselho da Europa para a Prevenção e o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica, adotada em Istambul, a 11 de maio de 2011. 

 

Consulte aqui o ficheiro

 

 


PRÉMIO "VIDARTE - A ARTE CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA"

 

 

 

A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) e o Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais (GEPAC) instituíram, no âmbito do IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica - PNCVD (2011-2013), o Prémio Nacional «VIDArte – A arte contra a violência doméstica». 

O Prémio «VIDArte – A arte contra a violência doméstica», na sua 1ª edição, visa distinguir trabalhos artísticos - nas áreas de cinema, teatro e literatura, separadamente – divulgados durante a vigência do IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica (2011-2013), que tenham focado a temática da violência doméstica.

Para mais informação consulte:
www.cig.gov.ptwww.gepac.gov.pt;  www.igualdade.gov.pt

 

 


MANUAL SARAR - SINALIZAR, APOIAR, REGISTAR, AVALIAR,REFERENCIAR:

 

 

 

Uma proposta de Manual para profissionais de saúde na área da violência familiar / entre parceiros íntimos 

Coordenação: João Redondo, Inês Pimentel, Ana Correia Capa: Tânia Rodrigues Serviço de Violência Familiar - Hospital Sobral Cid CENTRO HOSPITALAR E UNIVERSITÁRIO DE COIMBRA 

Download do Manual

 

 


OGIMA - ANDROID APPS NO GOOGLE PLAY


Ogima App é baseado no conto Ogima - O viajante do espaço no planeta dos BMQ, da autoria do escritor Francisco Fernandes, no âmbito da Campanha "Só-Bem-me-quer", organizado pela equipa de apoio às Vítimas de Violência Doméstica na Ilha da Madeira.

 

Instalar OGIMA APP

 

 

 

A HISTÓRIA OGIMA - O VIAJANTE DO ESPAÇO DOS BMQ

 

 

 

 

A história OGIMA - O viajante do espaço dos BMQ assim como a sua adaptação em diferentes formtaos, criada no âmbito da Campanha Só Bem-Me-Quer, foi apresentada no dia 25 de novembro de 2011 pelo autor da história Francisco Fernandes e pela Equipa da DREER.

Para mais informação consulte:

 

Video de apresentação do OGIMA

 

facebook.com/livro.ogima

OGIMA